Acompanhamento individual

Se você já começou a ter algum tipo de contato com a Comunicação Não Violenta, mas precisa de uma ajuda mais de perto para conseguir praticá-la, o acompanhamento individual pode ser uma boa opção para você.

rafiki

Você está passando por algum tipo de conflito pessoal ou profissional no qual gostaria de praticar a CNV mas não sabe muito bem como? Não consegue compreender as necessidades das outras pessoas, ou até mesmo não consegue compreender quais são as suas necessidades? Ou talvez você esteja achando difícil praticar a CNV sem parecer um “robô” e gostaria de ganhar mais fluidez para conseguir, de fato, se conectar.

Enfim, suas demandas podem ser muitas e o acompanhamento individual tem uma premissa básica: você será escutada?

A partir dessa escuta, você será convidada a fazer exercícios e reflexões para que possa se sentir esvaziada e com insights para seguir com suas conversas.

O mais importante do acompanhamento será você perceber que a CNV não é uma técnica, a conexão humana exige mais do que isso e, talvez, tudo que você precise é receber empatia para que consiga ser mais empática com os outros. Nos encontros você receberá escuta de uma profissional.

Você tem a opção de escolher quantos encontros quer fazer a depender da demanda que queira trabalhar. 

Para quem?

O acompanhamento individual atenderá suas necessidade se você:

Group

Precisa ter alguma conversa delicada em breve e gostaria de se preparar para ela.

Group 189

Tem estudado CNV e quer se aprofundar tirando dúvidas uma a uma com uma especialista no tema.

Group 190

Está passando por alguma situação difícil e precisa de uma escuta empática para conseguir enxergar a situação com mais clareza.

Quem faz?

juliana2
juliana2 2

Juliana Portas

Doutora em fonoaudiologia, instrutora de Comunicação Não Violenta

Olá, eu sou a Juliana Portas, ou aqui na Tiê, a Ju Portas. Fonoaudióloga pela Pontifícia Universidade Católica de Campinas, fiz uma carreira acadêmica, com duas especializações, Mestrado e Doutorado em Ciências/Oncologia. Durante muitos anos trabalhei devolvendo a fala e a voz daqueles que tiveram essas habilidades alteradas pelo câncer.

Fui professora universitária e de pós graduação para fonoaudiólogos com o desenvolvimento profissional e co-orientando pesquisas científicas.

Há 10 anos trabalho mais intensamente com Comunicação, Voz e Expressividade de forma individual e no mundo corporativo, com treinamentos sobre Comunicação, Empatia e Escuta. Sou uma das consultoras da Artinsight – Desenvolvimento Humano.

Como treinadora de Comunicação Não Violenta já atendi empresas como Bradesco, John Deere, Factory Br, Alira, Escale, Hospital Sirio Libanes, Danone, Elo.

Há três anos iniciei também como fonoaudióloga, um olhar para a população Transgênero, pensando em auxiliar na expressão que reflita o senso individual de gênero. Sou colaboradora voluntária do Núcleo Transgênero da Unifesp. 

Preocupada em trazer um olhar empático e uma escuta transformadora a todos. Busco vozes autênticas que possam refletir a verdadeira complexidade e a beleza do ser humano.

CURIOSIDADES: sou mãe dessa coisinha mais maravilhosa que chama Lara, e veio por ela meu interesse genuíno na CNV. Por acreditar que outra forma de educar é possível que a Comunicação baseada na empatia e autenticidade é a chave para nos reconectarmos com nossa essência enquanto seres humanos. E é também da Lara que vem as mais difíceis e melhores perguntas, ela que todo dia me coloca na parede para exercitar minha escuta e ser sempre coerente com aquilo que falo, penso e faço.

Importante:

Nosso acompanhamento não se caracteriza como terapia, nem coaching. É importante que você esteja ciente disso. Nossa equipe não é formada por psicólogas. No entanto, Juliana Portas, é doutora em fonoaudiologia, tem 18 anos de experiência com atendimentos e com a prática de Comunicação Não Violenta individual e em grupos. Esse acompanhamento sob a luz da CNV poderá te ajudar a ter insights importantes sobre suas conversas e conflitos pessoais e profissionais.

1 3
img3