Grupos de prática em CNV online

Treine, compartilhe e aperfeiçoe as técnicas da CNV para colocá-la em prática com sua família.

Aprender Comunicação Não Violenta é como aprender uma nova língua, quanto mais praticamos e trocamos com outras pessoas, mais integramos aquilo como parte do nosso repertório. Ninguém gosta de conversar com alguém que está usando uma “técnica”, portanto, praticar a CNV e ter um grupo de apoio ajudam muito para que estejamos naturalmente conectados com os princípios da não violência.

Além de ganhar fluidez, esses encontros do grupo de prática em CNV também funcionam bem como uma construção de rede de apoio. Algo tão fundamental para sustentar a prática da CNV. É sempre bom ter um grupo com quem desabafar. Saber que existem pessoas dedicadas a praticar empatia e te ajudar a ganhar clareza sobre como você quer se sentir e se posicionar nos seus relacionamentos. 

O que esperar?

Alguns encontros vão te gerar incômodo, outros alívio. Venha buscando profundidade e leveza. Vamos falar sobre as “sinucas de bico” que a CNV pode nos trazer. Vamos pensar em soluções para nossos desafios de relacionamento. E também vamos refletir (e sentir) juntos sobre o que não pode ser solucionado.

Para quem?

O Grupo de Prática não tem pré-requisito para participar. Mesmo que você nunca tenha tido contato com a CNV antes você poderá se inscrever. Cada grupo de prática é composto por 8 encontros online e isso é importantíssimo para que o grupo possa amadurecer junto ao longo dos encontros.

Foco do grupo de prática

Comunicação Não Violenta com crianças

Essa é uma demanda de grande parte dos nossos alunos! O tema mais pedido: CNV na relação adultos-crianças. Portanto, esse primeiro grupo de prática do ano será focado em famílias com crianças. Não colocamos “pais e filhos” porque talvez você seja madrasta/padrasto. Talvez sua família seja de duas mães ou dois pais, talvez você seja avó e está pensando em como estreitar o laço com os netos, enfim, queremos acolher a diversidade familiar que existe no Brasil em nossos encontros, e queremos que justamente essa troca enriqueça o caldo desse grupo.

Como funciona o grupo de prática online?

Serão 6 encontros online de 2h horas

Os encontros vão acontecer toda quarta-feira das 19h às 21h

Início do próximo:
12 de Maio de 2021

R$ 690

parcele em até 10x
no cartão de crédito

Pagamento por depósito bancário com desconto:

Faça a transferência e em seguida nos enviar o comprovante por e-mail.

Dados bancários

Banco Itaú
C F Nalon Treinamentos ME
AG: 2925
CC: 17617-0
CNPJ: 17.276.660.0001-00
Valor: 635 reais

Envie um email com o comprovante para: atendimento@institutotie.com.br

Quem irá conduzir esse Grupo de Prática?

Juliana Portas

Doutora em fonoaudiologia, instrutora de Comunicação Não Violenta

Olá, eu sou a Juliana Portas, ou aqui na Tiê, a Ju Portas. Fonoaudióloga pela Pontifícia Universidade Católica de Campinas, fiz uma carreira acadêmica, com duas especializações, Mestrado e Doutorado em Ciências/Oncologia. Durante muitos anos trabalhei devolvendo a fala e a voz daqueles que tiveram essas habilidades alteradas pelo câncer.

Fui professora universitária e de pós graduação para fonoaudiólogos com o desenvolvimento profissional e co-orientando pesquisas científicas.

Há 10 anos trabalho mais intensamente com Comunicação, Voz e Expressividade de forma individual e no mundo corporativo, com treinamentos sobre Comunicação, Empatia e Escuta. Sou uma das consultoras da Artinsight – Desenvolvimento Humano.

Como treinadora de Comunicação Não Violenta já atendi empresas como Bradesco, John Deere, Factory Br, Alira, Escale, Hospital Sirio Libanes, Danone, Elo.

Há três anos iniciei também como fonoaudióloga, um olhar para a população Transgênero, pensando em auxiliar na expressão que reflita o senso individual de gênero. Sou colaboradora voluntária do Núcleo Transgênero da Unifesp. 

Preocupada em trazer um olhar empático e uma escuta transformadora a todos. Busco vozes autênticas que possam refletir a verdadeira complexidade e a beleza do ser humano.

CURIOSIDADES: sou mãe dessa coisinha mais maravilhosa que chama Lara, e veio por ela meu interesse genuíno na CNV. Por acreditar que outra forma de educar é possível que a Comunicação baseada na empatia e autenticidade é a chave para nos reconectarmos com nossa essência enquanto seres humanos. E é também da Lara que vem as mais difíceis e melhores perguntas, ela que todo dia me coloca na parede para exercitar minha escuta e ser sempre coerente com aquilo que falo, penso e faço.

Participação especial em 2 aulas de Carolina Nalon

Carolina Nalon

Mediadora de conflitos especialista em Comunicação Não Violenta, fundadora do Instituto Tiê

Olá, pode me chamar de Carol. Desde que fundei o Instituto Tiê em 2012 me tornei uma entusiasta da empatia, da comunicação autêntica e do poder da não-violência para promover transformação social. Conto mais da minha trajetória com a CNV nas palestras que fiz para o TEDxTalkPedradoPendedo “Pra Início de Conversa” (2016) e para o TedxTalkArvoreGrande “Como demonstrar empatia em uma sociedade desigual” (2019).

Desde 2015 ofereço o curso Caminho da Comunicação Autêntica, no qual já recebi milhares de pessoas de todo o Brasil e alguns países do mundo. Foi esse curso que abriu as portas da Tiê para outros tantos projetos que hoje em dia fazemos. Os cursos que mais impactaram minha jornada profissional até hoje foram: Mediação de Conflitos pela Palas Athena, Coaching Ontológico pelo Território Appana e dezenas de cursos de Comunicação Não Violenta, entre eles o Intensive International Training do Center for Non Violent Communication.

CURIOSIDADES: sou bióloga de formação e, ao contrário do que muita gente pensa, acho que o que faço hoje em dia tem tudo a ver com biologia. Ficar perto da natureza é um bálsamo para minha alma, ela é o fenômeno visível e óbvio de que tudo está interconectado! Escuto música praticamente o dia todo, MPB é minha favorita e Milton Nascimento é tipo… Deus. Para quem gosta de signo: sou capricorniana. Mas o ascendente é em peixes (muitos dizem que é isso que me salva). Sou apaixonada por jogar futebol, mas hoje em dia não jogo muito (ligamentos do tornozelo mandam um alô!). Sou estudante de palhaçaria e apaixonada pela alquimia proporcionada por uma boa risada. Passo muitos momentos do meu dia tentando desvendar o que o Zig, meu cachorro, pensa. Casada com a Gabriela Borges, uma pessoa que diariamente me faz acreditar que vale abrir as portas do caos individual e viver uma vida em parceria.